29 de abril de 2021

UM DETENTO DO PRESÍDIO DE CATALÃO ESTÁ INTERNADO NA UTI DA SANTA CASA DE CATALÃO COM COVID-19, E FAMILIARES DE PRESOS REALIZARAM PROTESTO NA BUSCA POR INFORMAÇÕES

No início da noite desta quinta-feira (29), familiares de detentos da Unidade Prisional de Catalão fizerem uma manifestação para terem informações a respeito de um possível surto de Covid-19 dentro da unidade, isso após terem a confirmação de que um detento estaria internado e intubado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI/COVID) da Santa Casa de Catalão, e com 70% do pulmão comprometido.

Ao ser questionado por uma familiar do que estaria a acontecendo dentro do presídio de Catalão, o agente prisional confirmou que um detento estaria confirmado com a Covid-19, afirmando ele, que os demais detentos que estavam na mesma sela com ele, teriam sido retirados da ala, sendo isolados. O agente, ainda disse que os detentos que estariam na mesma sela com o apenado que teve a confirmação, teriam sido questionados se estavam apresentando sintomas, confirmando o agente, que esses detentos, foram colocados em isolamento.

Sobre a possibilidade de uma testagem em massa nos detentos da Unidade Prisional de Catalão, o agente que conversou por telefone com os familiares, disse que a solicitação foi feita para a Prefeitura de Catalão, e que a Secretaria de Saúde do município disse que os testes existentes em Catalão, não seria o ideal para a testagem em massa, pois o teste apropriado, seria o que a Secretaria de Estado da Saúde possuí, solicitação essa, que já teria sido feita em Goiânia, mas afirmando o agente, que não poderia dar um parecer se essa testagem em massa seria realizada, pois isso depende da Secretaria de Estado da Saúde.

Ao ser questionado por uma outra familiar de detento, se havia algum outro preso contaminado além do que já teria sido confirmado, o agente respondeu que testado positivo não, afirmando ele, que teriam sido realizados alguns testes no dia de hoje, quinta-feira (29), no Hospital de Campanha, mas informando que os testes realizados, os detentos não estavam com anormalidades na saturação, não sendo necessárias as internações deles.

Indagado sobre repasse de informações aos familiares do detento que foi diagnosticado com a Covid, o agente respondeu que ele está na UTI, e que eles não tinham mais informações.

“Pessoal, desde quando espalhou essa notícia aí (contaminação no presídio) o telefone aqui toca toda hora, e não tem como a gente avisar. A família do …, ela foi avisada assim que ele testou positivo”, disse o agente.

De acordo com o agente, que foi indagado sobre outros presos terem reclamados que estavam passando mal, o agente disse que a ponto de terem que ir para hospital não, afirmando ele, que se um preso sair da unidade para ir até alguma unidade hospitalar, ele (detento) terá que ficar isolado por medida preventiva, e então, os próprios presos não pedem para ir para hospital, para não perder a cobal (entrega de itens por familiares) e nem ficar no isolamento por 10 dias.

Conforme revelaram os áudio, o detento que testou positivo, em um primeiro momento, teria recusado ir ao hospital para não perder os benefícios da cobal e cumprir o isolamento de 10 dias.

FAMILIARES PROTESTARAM EM BUSCA DE INFORMAÇÕES

O protesto realizado pelos familiares dos detentos, teria sido motivado pela negativa de prestar informações a eles em relação aos casos de Covid-19 dentro do presídio de Catalão.

O Blog solicitou esclarecimentos em relação ao caso a assessoria de comunicação da Diretoria Geral de Administração Penitenciária (DGAP), que em tempo hábil, enviou a seguinte nota abaixo:

NOTA-DGAP

Em resposta à solicitação do Blog referente ao preso que está internado na Santa Casa de Catalão e ao questionamento sobre casos de Covid-19 na Unidade Prisional de Catalão, a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) informa o que segue:

– O detento manifestou aos servidores penitenciários em plantão que sentia dores no corpo no dia 20 de abril, e, prontamente foi atendido pelo médico da unidade. Como não apresentava outros sintomas relacionados à Covid-19, ele foi medicado e orientado a informar aos servidores caso sentisse qualquer desconforto.

– Na última terça-feira (27/04), o preso manifestou sintomas de dores no corpo e informou que estava com sensação febril. No mesmo instante, os servidores da UPR encaminharam o detento para UPA da cidade, onde foi submetido ao teste e positivado com Covid-19. O interno foi encaminhado para a Santa Casa de Catalão e segue o tratamento.

– Ressaltamos que entre o atendimento médico no dia 21 de abril até a última terça-feira (27/04), o detento não havia manifestado qualquer sintoma.

-A DGAP reitera que não há indícios de surto de Covid-19 na Unidade. Esse foi o primeiro caso de contaminação de interno na Unidade Prisional de Catalão desde o início da pandemia. A direção da UPR informa ainda que todos os presos que tiveram contato com o detento hospitalizado foram isolados e estão em observação.

Goiânia, 29 de abril de 2021.Comunicação Setorial – Diretoria-Geral de Administração Penitenciária.

Escrito por: Badiinho Filho