10 de março de 2020

Polícia apreende ouro avaliado em R$ 25 mil e prende suspeitos de extração ilegal, em Pires do Rio

O Batalhão Ambiental da Polícia Militar prendeu quatro suspeitos de extração ilegal de ouro em Pires do Rio. Com eles, a corporação apreendeu armas, equipamentos que seriam usados no crime e 91 gramas de ouro, avaliadas em R$ 25 mil.
 
A operação que realizou as prisões e apreensões aconteceu na segunda-feira (9). Todos os objetos e pessoas foram levados à sede da Polícia Federal em Goiânia.
 
“Eles foram levados à sede da Polícia Federal em Goiânia porque devem responder pelo crime de extração ilegal de ouro, que é contra patrimônio da União. […] Estima-se que as invasões começaram há pouco mais de um mês no Rio Corumbá”, explicou o tenente-coronel da PM Geraldo Pascoal.
 
Ainda segundo ele, um dos quatro detidos era considerado foragido da Justiça pelo crime de garimpo no estado de São Paulo.
 
Pascoal disse ainda que, além dos danos ambientais, a extração de ouro deixa toda a região mais perigosa, já que a notícia do presença do minério no local acaba atraindo pessoas de todo o Brasil.
 
“Traz grandes consequências para a segurança pública do município. Principalmente se tratando dos ribeirinhos, dos chacareiros, que são forçados, inclusive, a abrirem as porteiras para que os criminosos entrem nas suas fazendas e instalem suas balsas no meio do leito do rio”, detalhou.
 
Os policias devem continuar a fiscalização na região, em que pode haver mais balsas de extratores ilegais em cerca de 50 km de rio.
 
A reportagem entrou em contato com a Polícia Federal para saber se os suspeitos seguem presos e se algum deles apresentou defesa e aguarda retorno.
Fonte: G1 /Goiás