24 de abril de 2012

PMDB terá de arrumar outro deputado para abrir vaga para Adriete Elias na Assembleia

O deputado Samuel Belchior (PMDB) não pedirá mais licença de 120 dias na Assembleia, como estava previsto para acontecer nesta semana. Motivo: correria o risco de perder o mandato. Ex-secretário do Governo do prefeito Paulo Garcia (PT), Belchior deixou a Prefeitura no mês passado, mas pediria licença de 120 dias na Assembleia por motivos particulares. Tudo para atender o pedido do presidente do PMDB estadual, Adib Elias, para que sua mulher e suplente Adriete Elias assumisse vaga na Assembleia. Entretanto, chegou a notícia para o deputado que haveria uma ação que perderia seu mandato, caso pedisse a licença. Belchior consultou seu advogado, que confirmou a possibilidade. “Posso tirar licença particular de 120 dias, mas para chamar suplente, precisaria ser ao menos de 121 dias e isto causaria uma ameaça ao meu mandato. Eu teria de tirar uma licença médica e depois outra por motivos particulares, mas não vou usar artifícios ilegais ou mentiras”, afirma Belchior. Resultado: agora se articula com os deputados peemedebistas Luiz Carlos do Carmo (que já ocupou cargo no Paço) e Bruno Peixoto para assumam um cargo na Prefeitura de Goiânia e, desta forma, atenda a vontade do presidente o partido, Adib Elias.