19 de março de 2020

Novo decreto restringe atividades industriais em Goiás

Um novo decreto que será assinado pelo governador Ronaldo Caiado (DEM) prevê restrições ao funcionamento de indústrias por 15 dias. O texto, que deve ser publicado amanhã (20/03) , endurece e deixa mais claras as regras atuais, e ressalva apenas atividades econômicas essenciais para a manutenção da “segurança alimentar, hospitalar e pública”.

Conforme o apurado, o texto é complementar aos decretos anteriores e deve proibir o trabalho presencial em empresas privadas de toda a cadeia produtiva, estabelecendo exceções. Poderão funcionar aquelas que produzem medicamentos, materiais hospitalares, alimentos, produtos de higiene e limpeza, gás de cozinha, combustíveis, rações animais, produtos agropecuários, sistema bancário e financeiro, portarias e vigilância patrimonial, transporte (público, táxi e aplicativos), lavanderias hospitalares, hospitais, laboratórios de exames clínicos e imagem, dentistas para atendimentos de urgência.

O decreto também reforça que restaurantes só podem funcionar na modalidade delivery.

Fonte: O Popular