1 de julho de 2019

Moradores de Catalão têm evitado a água das torneiras por medo de contrair virose

            Água que chega nas torneiras

Moradores de Catalão  têm evitado a água das torneiras por medo de contrair virose. Vários casos já foram registrado na  cidade.

“Não uso nem para fazer café. Sabemos que a causa é a água, pois ela está suja”, afirma a dona de casa Eva Rodrigues Antunes, por exemplo. No entanto, funcionários da Unidade de Pronto Atendimento de Catalão  (UPA)  disseram à reportagem do Blog Diante do fato ,  que 20 pessoas são  notificadas por dia com virose em Catalão.

Enquanto não há uma comprovação na relação água da torneira e doença, a dona de casa Eva Rodrigues, moradora da Vila União prefere gastar com a compra de galões de água do que com medicamentos. “Virose é o que mais tem na cidade, por isso eu não uso a água da torneira para preparar a comida, nem para fazer um café”, explica.

Barragem da SAE

Os filhos da dona de casa Nilceia Aparecida  foram parar no hospital com sintomas de virose, ela conta que na escola onde os dois estudam mais mães se queixaram do mesmo problema.

“Eles estavam com diarreia e vômitos, os dois ao mesmo tempo. Ficaram durante uma semana assim, foi horrível”, conta.

Os sintomas mais comuns de uma virose são:

Vômito;
Diarreia;
Desidratação;
Dores no corpo;
Febre.
Orientações

Os sintomas da virose são bem parecidos com os da dengue, por isto é importante procurar um médico para ter um diagnóstico exato. Nos casos de virose, as orientações de médicos são:

Tomar analgésicos e antitérmicos (prescritos por um médico);
Tomar água limpa;
Tomar água de coco;
Isotônicos;
Soro caseiro (1 litro de água, 1 colher (sopa) de açúcar e 1 colher (chá) de sal).