14 de dezembro de 2020

MAIS UMA MORTE PELA COVID-19 É REGISTRADA EM CATALÃO E NÚMERO DE ÓBITOS CHEGAM A 75

Na manhã desta segunda-feira (14), mais um óbito por Covid-19 foi registrada na cidade de Catalão e confirmada pelo Secretário Municipal de Saúde (SMS), Velormar Rios.

De acordo com informações dadas pelo próprio prefeito Adib Elias durante entrevista em uma emissora de rádio, a vítima da Covid-19 trata-se de uma mulher de 26 anos de idade, a qual estava internada há vários dias na Santa Casa de Misericórdia de Catalão, e não possuía nenhuma morbidade.

Até a publicação da matéria, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) não havia divulgado novo boletim de atualização da Covid-19, o que deve ser feito até o final do dia. Na última atualização de dados divulgada no final da tarde da última sexta-feira (11), a cidade possuía 3.2425 casos confirmados, dos quais, 1.923 foram por meio de exames PCR e outras 1.502 confirmações vieram por meio do teste rápido. Com relação ao número de pessoas que encontram-se hospitalizadas em tratamento, um total de 13 pessoas estão sob internação clínica, e outras 15 estão em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Na mesma atualização, foi informado que 2.435 pessoas testaram negativo para o vírus, e outras 3.155 se recuperaram totalmente da doença.
SEGUNDA MORTE DE PESSOA JOVEM NA CIDADE DE CATALÃO

No início do mês de dezembro, mais precisamente no dia 4 de dezembro, um jovem de 24 anos de idade faleceu vítima da Covid-19. Os familiares do jovem, relataram negligência por parte do hospital ao relatarem no Facebook “que o havia dado alta para um paciente com quase 60% do pulmão comprometido.

No dia 8 de dezembro, a comunicação da Santa Casa enviou a seguinte nota :

Em resposta sobre o falecimento de Lucas Alves Pedroso, ocorrido na última sexta-feira (04/12/2020), na qual um familiar acusa a Santa Casa de Misericórdia de Catalão de negligência, esclarecemos que não é verdadeira a afirmativa.

Cabe ainda esclarecer que a Santa Casa de Misericórdia de Catalão prestou toda a assistência à saúde do paciente Lucas Alves, tendo ele recebido todo o tratamento médico-hospitalar necessário.

O paciente, durante as internações em nosso hospital, foi assistido de forma multidisciplinar por uma equipe constituída por médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, nutricionista, fisioterapeutas, farmacêutica e psicólogas. Diante do quadro clínico do paciente, os tratamentos oferecidos atenderam as devidas demandas.

A respeito da acusação de negligência médica, cabe a quem está acusando esclarecer quais fatos o levaram a supor tal ação, tendo em vista todo o tratamento ofertado ao paciente.

A Santa Casa de Misericórdia de Catalão é uma instituição hospitalar séria, comprometida com a vida e há 62 anos é referência em saúde em Catalão e região. Seus profissionais exercem suas atividades com zelo, obedecendo aos protocolos vigentes pelas organizações de saúde, é preciso enfatizar que o paciente não foi privado dos cuidados básicos e do atendimento adequado ao caso clínico.

A Santa Casa de Catalão lamenta a morte de Lucas Alves Pedroso e ressalta que a acusação de negligência que não condiz com a realidade dos fatos.

 

 

 

 

Escrito por: Badiinho Filho