25 de abril de 2012

Vereador Silvano disse que a mãe de Cláudio Abreu (Delta) foi funcionária da então Deputada Adriete Elias (PMDB) durante quatro anos

O vereador Silvano Mecânico, líder do PR na Câmara de Catalão, foi indagado nesta terça-feira no saguão da Câmara, por um funcionário da Prefeitura, se colocaria as mãos no fogo pelo deputado estadual Jardel Sebba sobre o caso Cachoeira. Como defensor e amigo de Jardel, Silvano lembrou ao funcionário que Jardel já foi governador interino de Goiás, várias vezes presidente da Assembleia Legislativa e, é claro, é ficha limpa. De acordo com Silvano, o prefeito de Catalão deveria tomar como exemplo o prefeito de Goiânia, Paulo Garcia (PT), que suspendeu todos os contratos da Delta até que sejam apurados. “Por que em Catalão a Prefeitura faz vista grossa no caso da Delta e não suspende o contrato até que sejam apuradas as denúncias?”, indagou o vereador. Silvano disse que, sem dúvida, irá defender Jardel sempre. “Se em Catalão houver envolvidos com o Cachoeira, seria o pessoal do PMDB”, destacou. Silvano lembrou que a mãe de Cláudio Abreu (Delta), Albertina Salomão, foi funcionária da então deputada Adriete Elias (PMDB) durante todo o seu mandato na Assembleia Legislativa, tendo trabalhado também na Prefeitura de Catalão anos antes. Silvano usou o momento dedicado às questões pessoais e disse que vai defender Jardel em todos os momentos. “Catalão precisa de pessoas que queiram trabalhar para seus conterrâneos mais carentes e Jardel é um político que tem caráter. É ficha limpa”, encerrou o vereador.