7 de setembro de 2021

Fotógrafa morre de Covid-19 no dia do aniversário, em Catalão

Olívia Silva, de 42 anos, chegou a ficar com 80% dos pulmões comprometidos. Irmã contou que vítima não quis se vacinar e pede que as pessoas se imunizem: ‘Sofreu a consequência’.

A fotógrafa Olívia Silva Luiz morreu de Covid-19 no dia em que completaria 42 anos, em Catalão, no sudeste de Goiás, após ter 80% dos pulmões comprometidos. Irmã dela, Patrícia Silva Luiz, de 43 anos, contou que a vítima não se vacinou contra a doença, por medo, e pede que a população se imunize.

“Ela foi um exemplo de uma pessoa que ficou com medo de tomar vacina. Não vacinou e sofreu a consequência. Ela não tinha nenhuma doença. Talvez, se tivesse se vacinado, não teria acontecido o pior. As pessoas têm que se vacinar”, pede a irmã.
A fotógrafa morreu na segunda-feira (6), no dia em que comemoraria seu aniversário. Conforme a família, ela foi realizar uma limpeza em casa, não sentiu o cheiro dos produtos, fez o teste e descobriu que estava com Covid-19.

Olívia estava na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa de Misericórdia de Catalão desde o dia 29 de agosto.

“Ela foi para UTI. Foi intubada, fizeram uma traqueostomia, mas ela acabou dando uma parada cardíaca e não resistiu”, disse Patrícia.

O corpo de Olívia foi enterrado na manhã desta terça-feira (7), após um pequeno cortejo. Muito conhecida na cidade, ela não tinha filhos. A fotógrafa deixou boas lembranças à família.
“Ela era muita extrovertida, alegre, muito vaidosa. Ajudava muitas pessoas. Era uma pessoa muito feliz”, ressalta a irmã.

 

 

Fonte: G1/ Goiás