31 de março de 2019

Detento condenado pela morte de ex esposa vem a óbito após sofre parada cardíaca.

O detento João Machado da Silveira de 56 anos de idade, mais conhecido como “João da Torneadora”, veio a óbito no início da tarde deste domingo dia 31 março devido a complicações sofridas em decorrência de um câncer. Ele cumpria pena na Unidade Prisional de Catalão. João Machado fora condenado após matar a ex-esposa Adriana da Silva, fato esse ocorrido no dia 11 de dezembro de 2016.

De acordo com as informações que nos foram repassadas é que o detento estava com problemas de saúde já fazia alguns meses. Inclusive esteve internando por três vezes, sendo que uma dessas internações foi aproximadamente 30 dias atrás, sendo diagnosticado com câncer no pulmão.

Novamente sob a custódia de agentes prisionais do presídio local, ele esteve internado por cinco dias na Santa Casa de Catalão. Segundo relatos, ele sofreu uma parada cardíaca devido ao acometimento do câncer, quando estava no banheiro do hospital, foram realizados todos os procedimentos de reanimação, mas ele não resistiu vindo a óbito.relacionamento.

Adriana da Silva de 39 anos

O crime ocorreu no dia 11 de dezembro de 2016, onde a ex-esposa Adriana da Silva na época com 39 anos de idade, foi morta a tiros na garagem de casa, localizada na Rua Paraguai, Bairro das Américas, em Catalão. De acordo com a Polícia Civil, João Machado da Silveira não aceitava o fim do relacionamento.
Sendo preso em 23 de março de 2018m, em cumprimento a um Mandado de Prisão Preventiva, expedido pelo Juiz Reinaldo Aparecido Barros, Juiz da Comarca de Catalão, Cuja validade procede até o ano de 2037. João Machado trabalhava como mecânico e estava residindo em Imperatriz no Estado do Maranhão há três meses quando foi preso.

Mulher é assassinada a tiros em Catalão