19 de junho de 2020

Após nove meses na UTI, jovem Catalano internado no Hugo toma banho de sol na manhã desta sexta-feira (19)

A manhã desta sexta-feira (19) foi diferente para um jovem internado no Hospital Estadual de Urgências de Goiânia Dr. Valdemiro Cruz (Hugo), em Goiânia. Após nove meses na unidade, onde se recupera de um acidente motociclístico que o deixou paraplégico, Mikael Pereira Dias, de 18 anos, tomou um banho de sol. Todos que participaram da ação utilizavam proteção individual e máscaras.
 
O jovem também recebeu as visitas da mãe Leila Pereira e do irmão Michael Pereira que moram em Catalão, no Sudoeste Goiano, e devido a pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2) não podiam visitá-lo. O banho de sol teve como trilha sonora as músicas do cantor Gusttavo Lima e o lanche foi pizza. A psicóloga Letícia Vieira contou que Mikael sempre falou da vontade de comer a massa. A equipe então consultou a fonoaudióloga, que o acompanha, e a nutrição para viabilizar o desejo.
 
O banho de sol foi realizado pela equipe multiprofissional do Hugo coordenada por Letícia e pela gerente assistencial Janine de Paula. Letícia explicou que para a realização da ação, a equipe se movimentou para dar segurança e conforto para o jovem durante o passeio. “Foi realizada uma avalição com a fisioterapia, enfermagem, equipe médica e com psicologia, que sempre acompanhou o paciente. Toda essa equipe estava pronta hoje. Todos avaliaram o Mikael antes e hoje todos estavam apostos para o paciente descer seguro e alegre”, relatou.
 
Acidente
 
Mikael foi internado no Hugo em 1º de setembro de 2019 após sofrer um acidente motociclístico, lesionar a medula e ficar paraplégico. Ao longo dos nove meses, ele ficou internado nas enfermarias e em leitos nas Unidades de Terapias Intensivas (UTIs) do Hugo.
 
O fisioterapeuta Yago da Costa contou que no início do tratamento Mikael era muito resistente. “O quadro do Mikael afetou também o seu psicológico. Ele passou por um estágio de depressão e revolta, mas agora ele está comprometido com o tratamento. Essa ação humanizada é uma comemoração da adesão dele ao tratamento e para dar uma melhor qualidade de vida e bem estar neste momento de hospitalização prolongada”, ressaltou.
Fonte: O Popular