19 de junho de 2012

Adib e Delta são investigados pelo Ministério Público

 Adib e Delta são investigados pelo Ministério Público 

O presidente regional do PMDB, Adib Elias, deverá ser chamado mais uma vez para se explicar perante o Ministério Público, por conta de contratos com a Delta Construções, a Charbel Construtora e a Construsan Construtora e Incorporadora, durante seus mandatos como prefeito de Catalão (2001-2009), que teriam resultado em prejuízo de, pelo menos, R$ 600 mil aos cofres públicos..

A ação Civil Pública, que tramita na 1ª vara cível, infância e juventude da comarca de Catalão foi protocolada em 18 de maio. O juiz Antenor Eustáquio Borges já recebeu a ação e repassou à Secretaria do órgão, de onde os réus citados serão intimados para prestarem depoimento.

Não é a primeira vez que os peemedebistas Adib Elias e Velomar Rios (ex e atual prefeito de Catalão, respectivamente) são alvos de investigação por meio do Ministério Público. O promotor Roni Vargas já havia desarquivado procedimento para apurar a ligação entre os peemedebistas e a Delta, empreiteira que é considerada o braço empresarial dos esquemas fraudulentos comandados pelo contraventor Carlinhos Cachoeira, preso pela Operação Monte Carlo.

Como já é de conhecimento público, o ex-diretor da empresa no Centro-Oeste, Cláudio Abreu, que estava preso no Presídio da Papuda até a semana passada, era muito próximo do PMDB de Catalão. Além de ser visto constantemente com Adib e Velomar, Cláudio atuava como arrecadador de recursos para as campanhas do partido na cidade e ainda era tratado como chefe de honra pelos aliados políticos, acompanhando-os até na inauguração e vistoria de obras. A mãe do ex-executivo da Delta, Albertina Salomão, foi chefe de gabinete da ex-deputada Adriete Elias, mulher de Adib.

Com o protocolo da ação pelo MP-GO, até o próximo mês Adib deverá, mais uma vez, prestar depoimento por conta de irregularidades na sua gestão.