Ex-jogador do Atlético, Crac e Itumbiara, o meia Danilinho morreu na tarde desta terça-feira, aos 32 anos, em Juazeiro (BA). O jogador sofreu um mal súbito durante um treino da Juazeirense, clube que defendia nesta temporada, e não resistiu.

A assessoria de imprensa do clube relatou que Danilinho estava sentado à beira do campo, observando o treino, no momento em que se sentiu mal e caiu. Ele chegou a ser levado, de carro, para o Hospital Memorial de Petrolina, que fica a cerca de 3 quilômetros do Estádio Adauto Moraes, onde ocorria a atividade.

Segundo o relato, Danilinho chegou com vida à unidade de saúde, mas não resistiu e foi declarado morto às 17h30. Os detalhes sobre o sepultamento do atleta, natural de Bauru (SP), ainda não foram divulgados. Ele deixa mulher e um filho de 10 anos.

Danilinho

Conforme publicado pelo jornal Correio da Bahia, o diretor de futebol do Juazeirense, Sergio Fernandes, em contato por telefone, confirmou que o meia passou por exames médicos na época da sua contratação, em dezembro, e nenhuma anomalia foi detectada.

O primeiro clube goiano de Danilinho foi o Crac, em 2012. Na ocasião, ele disputou o Campeonato Goiano e marcou 7 gols, chamando a atenção do Atlético, clube pelo qual disputou a Série B daquele ano – foram 14 jogos e nenhum gol pelo Dragão.

No ano passado, Danilinho foi contratado pelo Itumbiara para a disputa do Estadual. Em 12 jogos pelo Gigante, ele marcou um gol. No segundo semestre de 2017, ele jogou pelo Remo. Neste ano, fez apenas um jogo pela Juazeirense, no dia 21 de janeiro, contra o Vitória – empate por 2 a 2.

Fonte: Jornal O Popular