Na tarde desta terça-feira (23), por volta das 16h, o Grupo de Patrulhamento Tático do 18º BPM abordou uma camionete Toyota/ Hilux de cor prata, placa de Rubiataba(GO), no bairro Santa Terezinha.

Durante identificação do veículo em sistema, os militares constataram que a camionete é produto de roubo e os dados do documento são de outro veículo regular. O que para a Polícia trata-se de um caso de clonagem.

As informações passadas à reportagem do Blog Diante do Fato são de que o condutor do veículo foi questionado sobre a situação e forneceu dados suficientes para que outras diligências fossem feitas dentro da cidade mesmo.

Em uma das buscas, os policiais chegaram a um endereço no bairro Castelo Branco. No local, dois veículos com restrições de Furto/Roubo foram localizados sendo uma caminhoneta Ford F250, cor prata, placas de Pindorama (SP) e um Hyundai HB20, cor prata, placas de Juiz de Fora (MG). Na posse desses outros dois veículos, um outro suspeito foi detido.

A camionete Toyota/Hilux foi roubada em Itumbiara (GO), o Hyundai/HB 20 foi roubado em Paulínia (SP) e a camionete Ford/F250 XLT foi roubada em Cajuru (SP).

Por fim, os autores da receptação foram encaminhados para a Central de Flagrantes para as providências de Polícia Judiciária.

Ouça a entrevista do Tenente Roldão 

 

 

Governador Marconi destinou R$ 500 milhões para convênios com as 246 prefeituras do Estado; no entanto, apenas o município de Catalão não firmou parceria com o governo estadual; o motivo é político é envolve a rivalidade exacerbada na cidade entre PMDB e PSDB; o atual prefeito Adib Elias, ex-deputado estadual, foi prefeito de Catalão na década passada e sempre teve como rival o hoje secretário do governo de Marconi Perillo, Jardel Sebba, que governou cidade entre 2012 e 2016; em março, Marconi esteve em Catalão e Adib se mostrou disposto a firmar parcerias, o que não aconteceu até aqui.

Goiás 247 – Para convênios com as prefeituras, o programa Goiás na Frente reservou R$ 500 milhões. Esses recursos serão usados prioritariamente em obras de infraestrutura, como asfaltamento, recuperação de ruas e avenidas. Os municípios já começaram a receber a primeira parcela. Nesta terça-feira, Indiara, Gameleira, Nerópolis, Padre Bernardo, Jaraguá e Itumbiara foram contemplados.

No entanto, dos 246 municípios, apenas o de Catalão, do prefeito Adib Elias (PMDB), não aderiu ao programa. O motivo é político e envolve a rivalidade entre PSDB e PMDB no município. Adib, ex-deputado estadual, foi prefeito de Catalão na década passada e sempre teve como rival o hoje secretário do governo de Marconi Perillo, Jardel Sebba, que foi governou cidade entre 2012 e 2016.

Nos bastidores do governo, a informação é que o programa continua aberto a Adib e só depende do prefeito o acerto para o convênio. Em março, o governador Marconi esteve em Catalão e encontrou com Adib. Os dois trocaram declarações republicanas e o peemedebista se mostrou disposto a firmar parcerias com o governo estadual.

O que não aconteceu até aqui.

Fonte: Goiás 247

 

                                       Evento realizado em Ipameri

Escrito por: Thiago Ferreira 

Nesta segunda-feira; por volta das 22h15, uma equipe da Polícia Militar prendeu homem de 50 anos que havia cometido homicídio em Caldas Novas.
Uma equipe do COD – Comando de Operações de Divisa – estava em patrulhamento pela GO-213 (km 50), no município de Campo Alegre (GO), quando o um homem foi visto em atitude suspeita.

Ao verificar em sistema, constatou-se um mandado em aberto por homicídio em Caldas Novas é uma longa ficha criminal – furto, falsificação de documentos, porte de arma branca e ameaça.

Ele foi identificado como Waldivino Teodoro Dias, de 50 anos. O mandado de prisão por homicídio foi expedido pela comarca de Caldas Novas dia 27 de abril de 2016, desde então ele era tido como fugitivo da justiça.

 O homem foi levado para delegacia de plantão da Polícia Civil e, em seguida, encaminhado ao presídio da cidade. Ele deve ser transferido para Caldas Novas em breve.

Militares que realizaram  a prisão:  2° SGT Ribeiro, 3° SGT W. Santos, CB Santos e CB Silva Júnior.

Escrito por: Thiago Ferreira 

Na manhã desta segunda-feira 22, o homem de 40 anos se apresentou na Delegacia de Policia Civil de Catalão acompanhado de um advogado o homem que não teve o nome revelado é o principal suspeito de ter sido o autor do assassinato de Willy Robson Canedo de 44 anos que foi morto a tiros na porta da residência de familiares após uma discussão em uma festa de roça conhecida como “Boqueirão de Cima”, que acontece na região de Davinópolis, o crime aconteceu na madrugada deste ultimo domingo d (21), por volta das 5h. Reveja a matéria

O homem foi ouvido pela delegada responsável pelo caso e em seguida foi liberado – porque já não configurava flagrante, conforme consta no Código Penal.

Escrito por: Thiago Ferreira 

A reportagem do blog Diante do Fato recebeu nesta manhã (22) várias reclamações em relação ao trecho com trânsito impedido da avenida Raulina Fonseca Paschoal. Alguns dos relatos são de donos de estabelecimentos da região que não estão nada satisfeitos com o trânsito impedido. Segundo os comerciantes a prefeitura iniciou um serviço de manutenção na rede de esgoto há dias e nada foi concluído até o momento.

Com o trânsito impedido – no trecho das mediações do Senac – o movimento das lojas da região caiu consideravelmente e alguns têm enfrentado problemas de abastecimento porque o caminhão de entrega, mesmo em caráter de exceção, é impedido de passar.

Os mesmos comerciantes alegaram que o descontentamento foi agravado com a rispidez do superintendente da Secretaria Municipal de Trânsito de Catalão (SMTC). Isso porque eles informaram ao Blog que procuraram os agentes  para mais informações e a autarquia informou que o trânsito havia sido impedido por questão de segurança, mas a pedido da SMTC.  E o responsável pela secretaria informou que deve ficar fechado até que as obras sejam finalizadas. “Quem manda é a SMTC e não os comerciantes”, teria dito a um dos comerciantes.

Infelizmente, em meio à crise, a orientação é aguardar a finalização das obras. O Blog Diante do Fato lamenta os transtornos e torce para que os responsáveis sejam ágeis na finalização desta obra.

Os integrantes da 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás, por unanimidade, seguindo voto do relator, o juiz substituto em segundo grau Wilson Safatle Faiad, determinaram que não seja sacrificado um cão da raça Buldogue Inglês acometido por Leishmaniose Visceral Canina (LVC). Apesar de impedir a eutanásia, o magistrado determinou que o animal seja submetido a tratamento e que, nesse período, seja impedido de deixar a residência do dono. Isso, segundo Faiad, como forma de impedir a disseminação da doença.

De acordo com o processo, Lucas de Castro Santos, dono do cachorro de nome Buda, impetrou mandado de segurança contra o secretário de Saúde do Estado de Goiás, Leonardo Moura Vilela, diante do cumprimento da Portaria Interministerial nº 1.426 que proibe o tratamento da doença com produtos de uso humano ou não registrados no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Razão pela qual determinou que o cão fosse submetido à eutanásia. Considerao um problema de saúde pública. Ela é uma doença sistêmica causada por protozoário transmitido por meio de picada, podendo afetar pessoas e animais. No Brasil, a principal espécie do vetor responsável pela transmissão é popularmente conhecida como mosquito-palha.

Conforme informado na petição inicial, o proprietário do cão levou o animal de cinco anos a uma clínica veterinária, em Goiânia, para diagnóstico de uma lesão em um dos olhos, no início de junho de 2016. A princípio, os veterinários sugeriram que fosse realizada uma cirurgia para reparar o olho lesionado, a qual foi realizada em junho do mesmo ano. Contudo, em virtude da não cicatrização do olho, foi iniciada uma investigação aprofundada sobre o estado de saúde do bicho. Posteriormente, o cachorro foi diagnosticado com LVC.

Lucas foi informado pela clínica que, após o diagnóstico positivo, o procedimento obrigatório seria informar a Vigilância Sanitária da capital para que o órgão, em parceria com o Centro de Zoonoses, levasse o cachorro para ser sacrificado, sem que ele pudesse sequer retornar para a casa do dono. Ele, no entanto, informou que arcaria com o tratamento, de forma particular, uma vez que o cachorro é considerado, por ele, com um membro da família. Apesar disso, foi informado, que, para que os médicos veterinários da clínica não sofressem as sanções previstas na Portaria Interministerial, eles seriam obrigados a notificar as autoridades responsáveis pela eutanásia do animal, o que foi feito.

Para evitar, então, a eutanásia, Lucas entrou com mandado de segurança, que foi negado no primeiro grau. O caso voltou a ser analisado no TJGO por conta de recurso proposto pelo dono do bicho. Wilson Safatle Faid afirmou que consultou o Portal da Saúde do MS. Segundo ele, os medicamentos utilizados para tratamento não eliminam por completo o parasita nas pessoas e nos cães. “No Brasil, o homem não tem importância como reservatório, ao contrário do cão, que é o principal hospedeiro do parasita”, frisou, acrescentando que, nos cães, o tratamento até pode resultar no desaparecimento dos sinais clínicos, porém, continuarão como fontes de infecção para o vetor e, portanto, um risco para saúde da população humana e canina.  De acordo com o juiz substituto em segundo grau, por esta razão o Ministério da Saúde recomenda a eutanásia dos animais infectados e proíbe o tratamento com produtos de uso humano ou não registrados.

O magistrado ponderou que, “em análise dos documentos anexados aos autos denota incontroverso o diagnóstico de Leishmaniose Visceral Canina no cão Buda, pertencente a Lucas”, afirmou. No entanto, o magistrado explicou que, recentemente, o medicamento indicado para o tratamento da LVC foi autorizado por meio de Nota Técnica divulgada no ano passado pelo Mapa e pelo Ministério da Saúde. “Observa-se, então, a autorização do tratamento, uma vez que está em conformidade com a Portaria vigente”, afirmou, determinando ainda que mensalmente seja feita avaliação pelo veterinário do animal, bem como a utilização contínua de produtos para repelência do inseto vetor, além da reclusão do animal no domicílio do proprietário até o término do tratamento. “Evitando assim a disseminação da doença, uma vez que o cão do impetrante ainda pode ser considerado um possível reservatório do protozoário transmissor”, frisou o juiz. (Texto: Weber Witt – estagiário do Centro de Comunicação Social do TJGO)

A CMOC International Brasil, por meio de suas empresas Niobras e Copebras, está com vagas de emprego abertas para suas operações localizadas em Catalão e Ouvidor (GO) e em Cubatão (SP). Para se inscreverem, os candidatos devem cadastrar o currículo no link: www.vagas.com.br/cmocbrasil

Na Niobras, responsável pela produção e beneficiamento de nióbio, são oferecidas uma vaga para  Gerente de Pesquisa e Desenvolvimento; Mecânico de Manutenção ; Estagiário – RH; Supervisor de Produção (Mina) e Coordenador de Operação de Minas. No escritório corporativo da empresa, localizado em Cubatão (SP), são ofertadas uma vaga para Coordenador de Comunicação e Gestão Social, Analista Contábil e Advogado. Já para a Copebras, operação de fosfatos, é destinada uma vaga para Manutenção Mecânica.

Geração de empregos

A empresa gera hoje um total de 5 mil empregos diretos e indiretos em suas operações no Brasil. “Grande parte de nossos empregados são de Catalão e Ouvidor. Desde que iniciamos nossas atividades na região, temos a preocupação em valorizar a mão de obra local e incentivar o fluxo econômico nas cidades, ampliando a nossa contribuição à população. ”, explicou o Diretor de Assuntos Corporativos da CMOC, Eduardo Lima.

Além das oportunidades de empregos, a empresa mantém parcerias com instituições locais, como: Instituto Euvaldo Lodi – IEL, Sesi, Senai e Universidade Federal de Goiás, através de ofertas de emprego, estágios ou cursos de capacitação.

 

Serviço

·         1 Vaga: Auxiliar de Manutenção Mecânica

·         1 Vaga: Supervisor de Produção – Concentrado úmido

·         4 Vagas: Mecânico de Manutenção B

·         1 Vaga: Cubatão- Analista Administrativo Jr

·         1 Vaga: Coordenador de Comunicação e Gestão Social

·         1 Vaga: Gerente de Pesquisa e Desenvolvimento

·         1 Vaga: Analista Contábil

·         1 Vaga: Analista de Compras Estratégicas Pl

·         1 Vaga: Estagiário RH

·         1 Vaga: Eletricista de Manutenção A

·         1 Vaga: Supervisor de Produção (Mina)

CDN Comunicação Corporativa

Click e faça sua inscrição

 

Uma idosa, de 79 anos, morreu na noite deste domingo (21), por volta das 19h20m, após ser atropelada em Catalão.

De acordo com informações recebida pelo reportagem do Blog Diante do fato , a vítima estava atravessando a avenida São João, no bairro de mesmo nome, e foi atingida por uma motocicleta.

A idosa e o motociclista foram socorridos pelo Corpo de bombeiros e encaminhados para o pronto-socorro da Santa casa de Catalão.

Vítima sendo socorrida pelos bombeiros

A idosa foi identificada como Maria Elias Tavares. Ela morreu logo após dar entrada na Santa Casa.  Já o motociclista foi socorrido com ferimentos na cabeça e na face, mas não corre risco de vida.

                  Vítima Maria Elias Tavares

A Polícia Militar foi até o local do atropelamento e registrou a ocorrência.

 

                      Willy Robson Canedo

Na madrugada deste domingo (21), por volta das 5h, um homem foi baleado em Davinópolis, cidade que fica a cerca de 50 km de Catalão.

Segundo informações recebida pela reportaguem do Blog Diante do Fato, após uma discussão em uma festa de roça conhecida como “Boqueirão de Cima”, que acontece na região de Davinópolis, o suspeito seguiu o carro da vítima até a cidade e, armado, desceu do seu veículo e realizou  vários disparos contra a vítima. O veículo estava ocupado com pelo menos outras três pessoas, além da vítima.

O suspeito descarregou toda a munição do revólver. Todos saíram do veículo durante a ação, mas Willy Robson Canedo foi atingido.

O autor dos disparos fugiu o local e a vítima, conhecida como “Willy Bin” foi trazida à Catalão por amigos e parentes à Upa – Unidade de Prontoatendimento.

A vítima tem 41 anos  já teria chegado ao hospital sem os sinais vitais. Ele foi atingido com dois tiros: um na perna e outra no tórax.

O IML foi acionado para remover o corpo de “Willy Bin” e a Polícia Milita foi chamada para acompanhar este homicídio.

O suspeito já foi identificado e desde o início da manhã as buscas pelo suspeito foram iniciadas em Davinópolis.

As diligências foram reforçar com equipes da polícia de Catalão. E até o fechamento desta edição o suspeito não havia sido localizado.

JOVEM DE 22 ANOS É ESFAQUEADO EM CATALÃO

Postado em

Neste sábado (20), por volta das 14h30, um jovem de 22 anos foi esfaqueado. O caso aconteceu na Avenida Castelo Branco, no bairro Setor Universitário, próximo ao campo de futebol.

Testemunhas informaram que duas pessoas começaram uma discussão e que a vítima foi golpeada. O autor, fugiu do local.

O Corpo de Bombeiros foi acionado, prestou os primeiros socorros e encaminhou a vítima de 22 anos ao pronto  socorro  da Santa Casa de Catalão  com ferimentos no tórax.

A polícia militar foi acionada e  após  realizar  diligências pelo bairro   identificou e localizou   o autor, que  é tio da vítima.

Após adentrar a residência do autor,  o mesmo confessou o crime e entregou  a polícia a faca utilizada para esfaquear o próprio sobrinho.

 

Página 1 de 638123456...1020...Última »